top of page

FOMO: Como o medo de perder pode alterar o comportamento humano?

Um fenômeno estudado há anos pela psicologia e cada vez mais crescente, por conta das redes sociais, é o FOMO (Fear of Missing Out), o "Medo de Perder".


foto de um homem sentado à frente de seu computador com as mãos no rosto como se algo estivesse dado muito errado.

Embora o FOMO não seja uma condição psicológica diagnosticável - ainda - este fenômeno pode impactar diretamente a saúde mental e física das pessoas que ficam inquietas, fazendo comparações com outras pessoas, o que aumenta a baixa autoestima.


O FOMO causa a liberação de cortisol, que são os neurotransmissores relacionados ao estresse e faz com que haja a busca constante por atualizações e participação em redes sociais, despertando a ansiedade de perder eventos ou oportunidades, no ambiente online.


Os psicólogos começaram a usar o termo FOMO no início do ano 2000 para descrever, já naquela época, o uso desenfreado de sites e redes sociais.


O FOMO cria uma percepção de perda através de comparações que desencadeiam a ansiedade, entre outros comportamentos compulsivos como, por exemplo, de ficar 5 horas por dia conectado no Instagram e demais redes sociais.

Essa é uma fonte fornecida pela META, que mais de 110 milhões de brasileiros se conectam todos os dias no Instagram e a média de acesso é de 5 horas por dia, ou seja, mais de 20% do tempo do seu dia.


Esse dado nos mostra o quão desinteressante está a vida das pessoas ao ponto delas passarem tanto tempo analisando a vida alheia.


Não sofra por alguém que não sabe que você existe!


Os principais indícios do FOMO, são:


  • Verificar obsessivamente as redes sociais para ver o que os outros estão fazendo

  • Experimentar sentimentos negativos ao comparar a própria vida com o que os outros parecem estar fazendo nas redes sociais

  • Sentir-se mentalmente exausto por causa das redes sociais

  • Agendamento excessivo (tentar estar em todos os lugares o tempo todo)

  • Afastar-se dos outros

  • Sentir-se fisicamente cansado

  • Sentir-se triste, ansioso ou deprimido

  • Ter dificuldade de concentração

  • Ter problemas para dormir



O que pode causar o FOMO?


  • Não entender uma piada da qual os outros estão rindo

  • Não ser escolhido para uma equipe

  • Não ser convidado para um evento

  • Perder um bom negócio, como uma promoção em uma loja que você gosta



O sentimento de conexão ou da perda dela pode impactar muito a nossa saúde mental



foto de uma jovem mulher sentada ao chão de seu apartamento como se algo estivesse dado errado

O sentimento de pertencimento é uma necessidade humana já abordada, de Platão à Maslow.

A necessidade de pertencimento é importante para o convívio social e até associado como algo saudável e que promove vida longa às pessoas. Porém, isso não pode se tornar uma "obsessão social".




FOMO e as Redes Sociais

Quando nos deparamos com as postagens que nos deixam felizes nas redes sociais ou postamos conteúdos que geram engajamento, onde as pessoas curtem e comentam positivamente, temos um aumento do hormônio dopamina em nosso cérebro, que ativa o "sistema de recompensa".


Dessa forma, entendemos que postar nas redes sociais e ter feedbacks positivos, é altamente gratificante mas o oposto disso, como a neutralidade das pessoas, pode causar o efeito FOMO.



Antídoto contra o FOMO:

É importante termos ciência e clareza de que a maioria das pessoas posta coisas legais, gostosas e, às vezes, até alguns desafios nas redes sociais, mas nunca posta momentos chatos e realmente difíceis.

Por isso, sugiro que se você identificar que está sofrendo com o FOMO, lembre-se dessas três coisas:



Aprecie seu tempo

O tempo é o seu bem mais precioso. Por isso, tenha um propósito de vida onde você concentre sua energia em relações físicas reais, dentro de algum ambiente social, pois isso é muito mais gratificante.

Gatilhos mentais

Moderação


ความคิดเห็น


guga_gonçalves, consultor_de_marketing_digital_em_campinas, consultor_de_marketing_digital

Olá, que bom ver você por aqui!

Todos os dias, ajudo pessoas, empreendedores e profissionais liberais a construirem sua marca pessoal, partindo do absoluto zero, além de se familiarizarem com as principais técnicas e recursos da comunicação online e do marketing digital.

Receba todos os conteúdos em primeira mão.

Obrigado por assinar!

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Whatsapp
bottom of page