top of page

Música como investimento

A música é um do mercados mais lucrativos do mundo. E mesmo quem não tem uma grande aptidão musical também pode investir música. Afinal, somos feitos de trilhas sonoras.

Pode parecer estranho ou inovador demais para algumas pessoas mas, é isso mesmo.


Em 2020, investidores nacionais começaram a ter acesso a ganhos financeiros ao aplicarem seus recursos em músicas. Neste caso, os interessados passam a ganhar royalties sobre os direitos autorais de alguns determinados artistas sobre uma lista extensa de canções. Seja pela execução em shows, locais públicos ou em plataformas digitais como Spotify e YouTube.


Os royalties musicais fazem parte dos investimentos alternativos. Com os juros muito baixos, essas aplicações têm chamado atenção de quem busca novas opções para diversificar a carteira de ativos e ter ganhos mais atrativos.


Os royalties musicais fazem parte dos investimentos alternativos

Para os investidores, estão disponíveis mais de 5.600 composições e gravações de músicos brasileiros, com rentabilidade prevista entre 12,78% (cenário pessimista) e 19,19% (cenário otimista).



Comentarios


Guga Gonçalves, foto.jpg

Olá, que bom ver você por aqui!

Criei este blog com o objetivo de montar um canal de referência, com conteúdos sobre desenvolvimento pessoal e profissional.

 

Cadastre-se e acompanhe todas as postagens em primeira mão.

Receba todos os conteúdos em primeira mão.

Obrigado por assinar!

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Whatsapp
bottom of page