top of page

O Movimento “Blockout” nos Estados Unidos: Uma Revolução na Autenticidade Digital

Nos últimos meses, um fenômeno intrigante tem ganhado força nas redes sociais dos Estados Unidos.

foto da mão de uma mulher segurando um smartphone e fazendo o movimento blockout, deixando de seguir pessoas fakes.

Conhecido como "blockout", esse movimento está promovendo uma mudança radical na maneira como os usuários interagem com influenciadores digitais, vendedores de cursos online e figuras públicas que representam uma vida perfeita e inatingível. Mas o que exatamente está por trás desse movimento e por que ele tem conquistado tantos adeptos?




O Que é o Movimento Blockout?


O movimento "blockout" é, essencialmente, uma forma de protesto digital. Cansados de conteúdos que parecem excessivamente fabricados ou que promovem uma perfeição irreal, muitos usuários estão optando por deixar de seguir influenciadores e vendedores de cursos online que consideram falsos ou forçados. Em vez disso, estão buscando conexões mais autênticas e conteúdos que ressoem com suas vidas reais.


As Raízes do Movimento


A gênese do movimento "blockout" pode ser traçada até o crescente ceticismo em relação ao marketing digital e à cultura de influenciadores. Durante anos, os consumidores foram bombardeados com imagens de vidas impecáveis e produtos milagrosos, vendidos por pessoas que, muitas vezes, parecem viver em um mundo completamente diferente do resto da população. Essa desconexão criou uma sensação de insatisfação e desconfiança.


As máscaras estão caindo. As pessoas querem se conectar com realidades e não com uma nova versão hollywoodiana na palma das mãos. Simples assim.


Autenticidade e Transparência:

A busca por autenticidade tem sido um tema recorrente nas discussões sobre redes sociais. Muitos usuários estão cansados de seguir perfis que promovem uma imagem irreal de felicidade e sucesso.

Excesso de Publicidade

Crise de Confiança




Impactos nas Vendas de Cursos Online

Os vendedores de cursos online também têm sentido o impacto do movimento "blockout". Muitos desses profissionais construíram suas marcas em cima de promessas grandiosas de sucesso rápido e fácil. No entanto, os consumidores estão começando a perceber que esses cursos nem sempre entregam o que prometem. A questão é: demais lançadores, empresas, marcas e negócios que atuam de forma ética, acabam sendo afetados por conta desses gurus ou "aventureiros digitais".



Expectativas Irrealistas

Cursos que prometem resultados extraordinários em pouco tempo muitas vezes criam expectativas irrealistas, levando à frustração e desilusão.

Falta de Conteúdo de Qualidade

Preços Exorbitantes



A Vida Fake e a Incongruência dos Influenciadores


O movimento "blockout" também denuncia a vida irreal e incongruente de muitos influenciadores e vendedores de cursos online. Há casos de pessoas que alugam carros de luxo para ostentar uma vida de riqueza, ou que pregam uma vida de bem-estar enquanto têm comportamentos opostos na vida real, como homens que vendem cursos de desenvolvimento pessoal, mas são acusados de violência doméstica, ou líderes religiosos envolvidos em escândalos. Essas contradições minam a confiança do público e alimentam a exaustão com a vida fake nas redes sociais.



Ostentação Falsa

Aluguel de carros de luxo e cenários fabricados para mostrar uma vida de sucesso.

Comportamento Incongruente

Compra de Seguidores




A Busca por Realidade nas Redes Sociais


As redes sociais originalmente se popularizaram como uma alternativa ao conteúdo fabricado de Hollywood e das novelas, oferecendo uma plataforma onde pessoas reais poderiam compartilhar suas vidas reais. No entanto, essa promessa se perdeu em meio a um mar de storytelling fake, discursos ensaiados e situações forçadas demais. Os mesmos roteiros repetidos de sucesso fácil e felicidade plena não mais convencem os usuários, que buscam se conectar com histórias verdadeiras e desafiadoras.



O Efeito Colateral


Infelizmente, lançadores, empresas e vendedores de cursos online que agem de forma ética e transparente também estão sendo afetados pelo movimento "blockout". A comparação constante com figuras fakes prejudica a credibilidade de quem trabalha seriamente, gerando uma generalização negativa. Isso denigre quem se esforça para oferecer valor real e resultados alcançáveis, apesar dos desafios.



Um Chamado para a Reforma na Comunicação Digital


As máscaras estão caindo. As pessoas querem se conectar com realidades e não com uma nova versão hollywoodiana na palma das mãos. Simples assim. A exaustão dos internautas é palpável, e há uma necessidade urgente de reformar e filtrar a comunicação digital e multimídia. É hora de valorizar a autenticidade, a transparência e a ética, promovendo conexões genuínas e conteúdos que realmente façam diferença na vida das pessoas.



Comments


Guga Gonçalves, foto.jpg

Olá, que bom ver você por aqui!

Criei este blog com o objetivo de montar um canal de referência, com conteúdos sobre desenvolvimento pessoal e profissional.

 

Cadastre-se e acompanhe todas as postagens em primeira mão.

Receba todos os conteúdos em primeira mão.

Obrigado por assinar!

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Whatsapp
bottom of page